PARA 100% DO SETOR INDUSTRIAL, O BRASIL ESTÁ PARADO

Tem se falado muito em crise econômica. A expressão é repetida em conversas e usada como desculpa para diversas dificuldades que se apresentam. Mas como, exatamente, os setores que impulsionam a economia no Brasil estão percebendo o momento de aperto?

Para responder a questão, o Instituto Methodus, de Porto Alegre – RS, especializado em pesquisas em diferentes áreas de negócios, ouviu empresários e profissionais de vários estados do país. De 16 a 23 de julho, foram ouvidos 133 representantes dos setores da indústria (13,5%), comércio (13,5%) e prestação de serviços (62,4%).

"Sentimos que 79,7% dos participantes do levantamento consideram muito importante realizar estudo de mercado em momentos de crise". – Revela Jefferson Jaques, diretor do Instituto Methodus.

Todos os entrevistados ligados a indústrias (100%) responderam que o Brasil está retraído. Declararam que suas empresas enfrentam retração, 44,4%. Já no comércio, o mesmo percentual de gestores, ou seja 44,4%, afirmam que seus negócios estão estáveis. Para 83,3% dessa área, o país está parado. Quase empata com essa mesma impressão, o segmento de serviços. Para 81,9% dos questionados, o Brasil não avança. No entanto, 39,8% deles dizem que suas firmas estão crescendo.



Para driblar a crise, 56,4% dos empresários e profissionais afirmaram que reduzem os custos; 54,1% investem em qualificação dos funcionários; 41,4% fazem pesquisa de mercado; 38,3% aplicam na área comercial e 36,1% apostam em publicidade.

A capacitação de funcionários é apontada como um grande diferencial no setor de vendas. Segundo os lojistas, um funcionário bem treinado, que tenha argumentos na hora de oferecer um produto, pode render até 50% a mais. De acordo com os donos de lojas, proporcionar cursos de atualização é investimento e não custo.




Matéria publicada no post Canal Executivo em 06.08.15. http://www2.uol.com.br/canalexecutivo/notas151/060820157.htm


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ARQUÉTIPOS: Cada pessoa é uma multidão

Os stakeholders e as marcas

Pesquisa Eleitoral - Prefeitura de Porto Alegre - Setembro 2015